sábado, 4 de abril de 2015

Compromisso com Deus

“...se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos.” (Êx.19.5a).


Introdução

Este texto nos mostra um momento crucial desde a saída dos hebreus do Egito até a chegada ao Monte Sinai, momento do concerto. Eles não poderiam seguir caminhando com Deus de qualquer jeito. Havia a necessidade de estabelecer parâmetros de compromissos o qual definiria o seu futuro como nação teocrática. Deus escolheu Moisés para realizar a grandiosa obra de evangelismo com esse povo rebelde e idólatra que durante o período de cativeiro acabou se contaminando com as crenças pagãs e se esquecendo do Deus único de seus antepassados. 

Uma nação precisa estar assentada em alguns princípios básicos como: ter um governo, uma cultura, um idioma e Leis que os governem. Quando os hebreus saíram do Egito, trouxeram consigo tudo o que haviam aprendido durante o longo período em que ali estiveram. Era necessário, antes de qualquer coisa, que eles fossem levados até a presença de Deus através de um mediador, neste caso Moisés, prefigurando a pessoa de Cristo, único mediador entre Deus e os homens (I Tm 2.5) para que fosse firmado um termo de compromisso, uma aliança, a fim de que a obra redentora fosse levada a efeito por meio daquele povo, os hebreus. 

A Aliança - ( v 5) 

“...se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos”.

A partícula “se” implica em condições estabelecidas, no caso, “ouvir a voz de Deus (Palavra) e guardar o concerto (compromisso), ser fiel. Não sendo apenas ouvintes, mas praticantes, conforme nos ensina o apóstolo Tiago (Tg. 1.22).

Aliança Eterna em Jesus Cristo

A Bíblia diz em Jeremias “Mas este é o pacto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo (Jr 31.33; Hb 8.10). Este é o Concerto da Nova Aliança em Cristo Jesus. Aqui o profeta estava se reportando a acontecimentos futuros, onde o povo, por meio da Nova Aliança, receberiam o Espírito Santo em seus corações, e seriam guiados por ele, não estando mais sujeitos à Lei antiga, grafada em pedras. Este seria o selo de propriedade que receberiam todos que pela fé viriam a aceitar a Jesus como seu salvador. 

Compromisso com a Palavra de Deus

Amar a Deus é... 

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama” (João 14.21). 

Assim, amar a Deus implica em compromisso com a sua Palavra. E ali no monte Sinai foram proferidas as Leis que deveriam regular a vida de seu povo para que fossem uma nação santa, separada. Essa Lei tem implicações no sentido vertical “amar a Deus sobre todas as coisas” e horizontal, “ao próximo como a ti mesmo” (Mt 22.37,39; Mc 12.30,31).

Uma Geração Eleita (I Pe 2.9)

a) A Separação: - “Porém, vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus”(v.9a)

b) Propósito da Separação – “... cujo propósito é proclamar as grandezas daquele que vos convocou das trevas para sua maravilhosa luz.” (v.9b).

Compromisso na obra de Deus

Fomos, portanto, separados para um propósito, de proclamar as grandezas daquele que nos convocou das trevas para sua maravilhosa luz”. Esta é a nossa missão, contribuir para a propagação do Reino de Deus na face da Terra. Este trabalho é imenso porque há muitas almas a serem alcançadas. É um trabalho que exige compromisso com o Reino.

A Bíblia nos diz em Mateus 9.37 que: “a seara na verdade é grande, mas os trabalhadores são poucos”. Jesus nos ensina neste texto que trabalho não falta, o problema é que as pessoas não se dispõem a realiza-lo. Muitos creem que a Obra do Senhor só poderá ser realizada dentro da Igreja, quando na verdade, há um campo vasto esperando para ser semeado. Deus perguntou a Isaías “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?"  (Isaías 6.8b). Que possamos responder como o profeta assim o fez, “Eis-me aqui, envia-me a mim”.

Evangelizar é Preciso

Jesus disse: “Ide e fazei discípulos por todas as nações” (Mt. 28.19a). O verbo ir está no imperativo, portanto, é uma ordem. Então evangelizar não é uma opção, é uma obrigação, por isso que o apóstolo Paulo disse: “ai de mim se não pregar o Evangelho (I Co 9.16). 

Um Ato de Obediência a Deus

Pregar o Evangelho é, portanto, um ato de obediência a Deus. Nesta fala, o apóstolo deixa bem claro a responsabilidade que sentia como bom despenseiro (I Co.9.17b) diante do compromisso que lhe fora confiado por Deus. Ele entendia bem que vocação não é uma opção, mas sim uma obrigação da qual não se pode omitir sem que haja consequência na obra redentora de Cristo. Há muitas almas que necessitam de salvação e se o Evangelho não alcançar essas vidas pela omissão dos escolhidos de Deus, o seu sangue será requerido daquele que se omitiu (Ez 3.18).

Conclusão

Está escrito que “muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos” (Mt 22.14). O chamado é para todos, porém, nem todos querem ter compromisso. Uma grande parte dos crentes estão mais preocupados com cargos, com posição dentro da Igreja, com festividades do que, propriamente, em servir ao Senhor, porque só pensam em sua própria vaidade. Por isso disse Jesus: “ este povo honra-me com os lábios, mas seu coração está longe de mim” (Mt 15.8). Por outro lado, há também aqueles que são fiéis e perseveram na carreira que lhes foi proposta. A estes será dada a coroa da vitória, conforme está escrito (Ap.2.10c). Vale a pena ser fiel! Perseverem na fé e na esperança,”seja firme e constante, sempre abundante na obra do Senhor, sabendo que o vosso chamado não é vão no Senhor” (I Co 15.58). Talvez você não seja reconhecido por ninguém, mas a sua recompensa virá do Senhor.

Sonia Oliveira


Veja aqui alguns dos Estudos disponíveis no Arquivo do blog:
  1. Samuel - Resposta ao chamado de Deus
  2. Juizes - Período Teocrático 
  3. Sansão - Exemplo de Imaturidade 
  4. Gideão - Um Homem Revestido de Poder 
  5. Abimeleque - Ambição Sem Limites 
  6. José do Egito 
  7. Josué e Calebe - Enfrentando o Gigante do Medo 
  8. Josué - A Derrota de Ai 
  9. Palavra de Deus - Uma Mensagem Transformadora 
  10. Evangelizar é Preciso! 
  11. A Vontade Soberana de Deus 
  12. O Espírito Santo a Terceira Pessoa da Trindade 
  13. Páscoa Cristã 
  14. Dons Espirituais 
  15. Missões com Excelência - A boa semente
  16. É Tempo de Despertar 
  17. Epístola aos Filipenses
  18. Virando as Costas para Deus
  19. A Oração de Habacuque
  20. Os Frutos do Espirito
  21. Jabez a Oração que Mudou uma Historia
  22. Os Escolhidos de Deus